domingo, 17 de junho de 2012

Minha esposa & Minha moto (de SP a S. Bento do Sapucaí)

São Paulo, 17 de junho de 2012.

"E se ela não se ambientar na moto?! ...Que bosta que vai ser!", pensei.

Este foi meu receio a partir do momento em que convidei minha esposa para se juntar ao nosso bate-volta de SP até São Bento do Sapucaí neste ultimo sábado. Trajeto de quase 5 horas totalizando cerca de 430km ida e volta. E a ansiedade se justificava pelo fato de ser seu "batismo" no mundo sob 2 rodas... Até então ela "odiava" andar de moto.

Nao sei se já falei antes, mas na sonhada Viagem ao Atacama meu plano é cruzar a Cordilheira com minha esposa na garupa, fazendo com que ela participe de 7 a 8 dias dos 18 que terei de viagem. Enfim... sábado foi como um test drive, ou "prova dos 9"... hora de confirmar se meus planos ficariam de pé ou se capotariam logo na partida.

Busquei fazer tudo bem certinho na véspera, é verdade. Fui com ela em lojas de roupas & acessórios de moto para que ela se encantasse com calcas, botas, luvas... e apetrechos em geral. E ela bem que curtiu! Afinal, qual mulher que não gosta de ir as compras?!

Foi mais ou menos assim: Cabelos para um lado, uma espiada no espelho, experimenta uma calça aqui, outra ali, cabelos para o outro, e nova espiada no espelho. Testa uma bota, coloca uma luva.. E em cada momento e via brotar em seus olhos gradativamente o brilho do tal "bichinho" que morde todos nós motociclistas. É o bichinho que vicia a gente em cheiro de estrada e vontade de correr mundo a fora. Ou será que no caso dela foi o bichinho das compras que vem nativo no DNA de todas as mulheres?! Sei lá.. Prefiro crer na primeira opção!

Fui dormir na véspera com o bolso mais vazio e com a mulher toda equipada, mas acima de tudo dormi com sentimento de dever cumprido. Afinal, ela estava bem mais animada e na expectativa de testar a estrada pela primeira vez no dia seguinte. Bom começo.

Agora era dormir, descansar e torcer por um sábado lindo de sol. E assim o fizemos. Deitamos cedo e acordamos dia seguinte as 6:57am em um pulo na expectativa de acelerar logo no lombo da Cavala (o final sete é para dar sorte, ok?!).

E como ela ficou linda toda equipada ! (ela, minha mulher. Presta atenção na história senão tu se perde heim rapaz!!!)

Cabelos ao vento, jaqueta de couro, calca reforçada, botas até as canelas, óculos escuros, musica nos ouvidos... Se fosse anos 80 seria Jane Fonda. Quem visse, nao diria que era caloura na garupa! Ela se saiu muito bem, inclusive. Tomei somente alguns beliscões na Av. 23 de maio ao cortar o transito grosso pelo corredor. No mais, fomos curtindo batendo papo pelo comunicador (Scala Rider), uma boa forma dela ir distraindo e relaxando. E a medida que a cidade distanciou-se gradativamente ela se acostumou, relaxou.. Indo bem equilibrada, firme nas curvas, aguerrida nas retas... Ate massagem nos meus ombros ela fez ao longo do percurso.

E a Cavala galopou livre, feliz, completa... com nós dois em seu lombo !

Fizemos curva meio deitado, aceleramos nas retas, ouvimos musica, conversamos bastante...e aceleramos um pouquinho a mais também, principalmente nas retonas perfeitas da Ayrton Senna. Importante lembrar que para mim também foi uma experiência nova dado ser minha primeira estrada com garupa. Me adaptei naturalmente ao novo peso e equilíbrio, seguindo bem ao longo de todo percurso.

Voltamos pra casa as 18:00 cansados, de alma lavada, realizados, e cheio de planos para novos bate-volta e vôos maiores.

Foi como voltar a namorar depois de 10 anos casados, Fantástico! Ehh.., neste sábado meu projeto ficou completo! Mas como este blog não é sobre romance paro por aqui e vamos as partes mais "técnicas"...

São Paulo cada vez mais me surpreende pela qualidade e diversidade das suas estradas. As grandonas (bandeirantes, Castelo Branco, Dutra, Imigrantes, Ayrton Senna, etc..) eu já conhecia. Mas tenho me surpreendido também pela qualidade e beleza das estradinhas menores que ligam pequenas cidades do interior.

Neste último percurso tivemos o prazer de conhecer a SP 050, estrada que liga São José dos campos a São Bento do Sapucaí, cortando uma cidadezinha astral chamada Monteiro Lobato. Que espetáculo! Curvas perfeitas, visual de cinema por entre serras, vales, matas.. Vale muito a pena!

Gostei tanto dela (SP 050) - ja falei pra tu ficar atento a historia!! - que me inspirei a criar uma nova aba neste blog buscando compartilhar com vocês as "Estradas perfeitas" que conheci por estas andanças e preparativos para o Atacama. Dêem uma olhada na lista aqui ao lado direito, vez ou outra vou acrescentar mais algumas nesta lista, ok? ...inclusive, sintam-se a vontade para sugerir e opinar sobre elas.

Falando um pouco sobre os eletrônicos, testei mais uma vez a GoPro no topo do capacete, e desta vez lembrei de limpá-la periodicamente, o que me permitiu colher algumas boas fotos e filmagens (vide abaixo) - minha impressão sobre ela é cada vez melhor.

Testei novamente também o GPS (Garmin Zumo 660). Registrei nele previamente os roteiros de ida e volta, o que facilitou bastante nossa vida ao longo do percurso. O único eletrônico que não me entendi muito bem até agora foi o comunicador (Scala Rider). Ele foi perfeito pareado com minha esposa com comunicação aberta e clara, porém sempre se perdia quando eu tentava colocar músicas via iphone. Talvez o problema seja eu que sou calouro ou ele que tem uns bugs de fábrica, sei lá.

Foi também minha primeira experiência andando de moto em grupo. Muito bacana por sinal. Fomos com outros 3 amigos - Estevão, Clayton e Rodam. O primeiro em uma Harley 833r, estilosa e beberrona, o segundo de kawasaki versys - bacana, nervosa, e o último de v-Strom 600 - Robusta, estradeira. Três belas máquinas.

Por coincidência o Clayton e Rodam também estão com planos de uma longa viagem para novembro deste ano. Só que no caso deles o rumo final é Machu Pichu, no Peru. Como a época bate com nossa viagem, talvez a gente cruze o norte da argentina juntos (trecho da ida), vamos ver. Leiam mais sobre seus planos no blog http://www.by2ride.com/

Valeu amigos pelo passeio astral ! Bora repetir ! E boa sorte nos seus planos e projetos!

E antes de fechar fica aqui minha "carta-declaração para minha esposa".... Tape os ouvidos ai, ok!

Branca,
Você é minha cara-metade, alma gêmea. Foi minha parceira em todas aventuras e sonhos vividos nestes 10 anos juntos, e não está sendo diferente nesta aventura de moto. Sei do seu esforço e empenho para que eu viva este projeto... e, principalmente, sei que você esta enfrentando seus medos e receios antigos para estar mais uma vez ao meu lado. Você me completa! E agora meu projeto ficou completo!

.. E já to agendado a próximo bate-volta, ok! Prepare-se!

Bjs, amo vc.
R.G.

Nosso roteiro: SP - S. Bento Sapucaí, totalizando 430km.
Destaquei no mapa o trecho bacana pela SP 050







Pausa para abastecer no Frango Assado da Ayrton Senna



Parada para almoço em São Bento do Sapucaí







Olha ae as quatro "meninas" enfileiradas para abastecer


GoPro Hero2





No final da SP-050, pausa para esticar pernas


3 comentários:

  1. Muito bom o blog, o texto e o passeio!

    Abcs,

    Rodam

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu rodam! Bora marcar a próxima! Gde abraco !

      Excluir
  2. Meu amor. Fique feliz. Não tenho feito sacrífio algum saindo de moto com vc. Medo, ainda tenho, principalmente quando vc me coloca numa 23 de maio ou em uma Avenida Brasil mas, descobri que existe prazer em andar de moto. O cheiro, a vista, a música, o contato com a natureza é diferente. Estou começando a gostar da idéia do Atacama. Acho que vai ser bom demais e vamos curtir muito!!!
    Te amo! JUÍZO.

    ResponderExcluir