domingo, 30 de dezembro de 2012

Pós-Viagem: Dicas Finais

São Paulo, 30 de Dezembro de 2012

(continuação do post http://minha-moto-e-eu.blogspot.com.br/2012/12/pos-viagem-parte-4-sobre-o-combustivel.html)

Fecho este capítulo de opiniões "pós-viagem" com dicas e toques finais compartilhando as pequenas coisas, as pequenas regrinhas, que aprendemos e implementamos ao longo da nossa aventura. E por mais simples que sejam, acredite: fazem uma boa diferença no dia-a-dia de uma longa viagem, com horas de pilotagem e várias paradas e longos trechos.

Curioso é perceber que a natureza humana é buscar a evolução e inovação. E que quanto maior a maior a "adversidade", .. quanto maior os "extremos", mais você sai da sua zona de conforto sendo justamente neste ponto que você aprende, que você experimenta, inova..  e evolui.

Ok, to viajando!! ... faz parte. Então chega de lero-lero, e vamos as pequenas "inovações" que fomos desenvolvendo e implantando ao longo dos 21 dias.


(8) DICAS FINAIS  ****************



CAIXINHA DO PEDÁGIO: 


Ela ia sempre na mala de tanque, dentro de uma caixinha de sabonete com vários trocados e moedas. 

Eu sempre entregava a caixinha inteira para menina dos pedágios, sem tirar nem luva, nem capacete. Prático assim! ..e funcionou 100% das vezes. 

Devemos ter economizado umas "500 horas" ao longo dos 21 dias nos mais de 50 pedágios que pagamos pelo percurso.




ALIMENTAÇÃO: Minha recomendação é simples: Leve sempre comida contigo (mas não coisa de gordo!!) e mantenha-se sempre alimentado. Primeiro pois a viagem é bastante desgastante e segundo pois você nunca sabe o que vem pela frente. 


Levei muita proteína, barras de cereais, polenguinho e sucos nas malas da moto, buscando manter o mesmo hábito alimentar que tinha no Brasil na preparação para viagem (comendo várias vezes ao longo do dia, pequenas/médias porções).

E de fato, por vezes enfrentamos caminhos alternativos sem pontos de parada e o fato de levar sempre comida e bebida nos tirou por vezes de enrascadas, nos garantindo ao menos o esqueleto nutrido.  

Esta garrafinha branca ao lado usamos muito, e por vezes parava pelo caminho e fazia um "shake" de proteína (misturando pó com água) ajudando a repor as minhas energias e as do grupo.





CABO DE SEGURANÇA PARA GOPRO: 


Sempre que você for usar a GOPRO, É MANDATÓRIO usar um "cinto de segurança" pois as peças de plástico talvez não resistam a trepidação do motor. 

O fabricante não te diz isso, mas eu fui teimoso e adaptei esta cordinha como proteção.

E de fato, se não fosse ela.. eu teria perdido a máquina nos primeiros dias de viagem pois a trava de plástico que prende a máquina a moto quebrou não resistindo a trepidação do motor e vento contra.


SUA ORGANIZAÇÃO E GUARDA DE COISAS IMPORTANTESSão muitas as paradas e inúmeras as tralhas que todo dia você carrega de um lado para o outro. 

É muito fácil (vou repetir:   ...é MUITO FÁCIL!!!) você perder ou esquecer coisas pelos cantos ao longo da viagem, seja nos hotéis, ou mesmo nas pequenas paradas em postos de gasolina pelo caminho. E uma simples perda de um documento, cartão, ou chave - pode vir a arrasar sua viagem.


Minha recomendação é simples: assim como você  em casa já tem certas regras de organização como onde guarda sua gravata, ou onde você coloca seus documentos, faça o mesmo durante a viagem, criando hábito por repetição, facilitando seu dia-a-dia.

Segue as pequenas regras que apliquei - bem simples e eficientes:

  • CHAVES: Sempre no pescoço!! ...até mesmo quando eu saia a noite, ela ia comigo pendurada!
  • CHAVE RESERVA: entregue para seu parceiro (e vice-versa).
  • PASSAPORTE/HABILITAÇÃO/DINHEIRO/DOCUMENTO DA MOTO - itens mais importantes da viagem!! ...guardei sempre no bolso esquerdo impermeável da jaqueta. Eu decorei o seguinte: lado importante é o lado do coração (lado esquerdo)... e nele sempre estava os itens mais importantes que carregava comigo.
  • DINHEIRO ADICIONAL/RESERVA: sempre no bolso direito impermeável da jaqueta



LIMPEZA DAS VISEIRAS:

Na cidade, por vezes eu passo dias sem limpar a viseira. Mas na estrada é o oposto! Dado volume de insetos que você esbarra pelo caminho a viseira ficava completamente suja em 15 minutos de estrada nos obrigando a toda parar para limpá-las.


Minha recomendação é simples: Compre um limpador destes ai ao lado (com rodinho e esponja), e guarde ele sempre a mão na mala de tanque, pois ao longo do caminho ele será usado milhares de vezes.

E sempre que acabar complete de novo com um pouco de shampoo ou sabão.

Parece piada.. mas este foi um dos itens mais usados ao longo de todo o percurso - e por vezes o usei parado em um acostamento sem ao menos tirar a luva, buscando uma rápida limpeza.

SOBRE DINHEIRO:

Leve dólar, muito dólar! E esqueça real, pois ninguém aceita. Quanto ao peso chileno e Argentino, leve um pouco (somente para sobreviver os primeiros dias). Mas de preferencia para ir trocando dólar pelo caminho, pois o câmbio paralelo (negociado no comercio, farmácias, restaurantes) é muito melhor do que o cambio oficial que você negocia aqui do Brasil, por vezes negociamos taxas de 30% a 40% melhor do que compramos aqui.

Cartão de crédito: na Argentina aceita pouco, no Chile é mais comum. Mas por vezes as maquinas engasgavam pois não reconheciam/não aceitavam cartão com chip. Logo tenha sempre moeda local em mãos.


SOBRE DOCUMENTOS:

Carteira de Habilitação, Documento da moto no seu nome e seguro carta verde: são todos obrigatórios! Fomos parados mais de 5 vezes e tais documentos foram sempre solicitados.

PASSAPORTE: leve também! pois vai acelerar o tramite burocrático na aduana. Apesar de que sua carteira de identidade também pode ser usada desde que data de emissão seja menor do que 10 anos.

Carteira de habilitação Internacional: desnecessário - ninguém nos pediu. Basta a carteira nacional.

Tire copia eletronica de tudo (cartoes, docuementos, etc.)  e guarde no seu email / ou outra forma acessível pela web.



É isso!  Em breve, colocarei  um ultimo post..   - um de despedida, fechando o projeto, encerrando este blog. Aguardem.



6 comentários:

  1. Sensacional o blog,de muita valia para viajantes menos experientes nessas "aventuras" aos países vizinhos!!
    Gracias

    ResponderExcluir
  2. Respostas
    1. compramos em SP na Gen. Osório. abr

      Excluir
  3. Rodrigo, como consigo me comunicar com você?
    No aguardo,
    Obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. consegue sim Felicio, segue meu email: minhamotoeeu@gmail.com

      Excluir